Reunindo esforços e engajando sua redação

Objetivo

  • Criar um diálogo de como analisar melhor o seu público 
  • Diálogo da construção de projetos dentro do ambiente jornalístico
  • Gestão de projetos e divulgação dentro da comunicação e redações

Referência

A empresa americana Hearken é uma consultoria que cria processos de escuta, entrevistas e pesquisas de engajamento de comunidade que visam alavancar redes online de empresas. Pensando em estratégias a empresa criou um guia com dez etapas de atitudes para criar iniciativas e projetos que abordem o tema de engajamento dentro das redações.

Resultados

  • Criação de novas técnicas para medir o engajamento do usuário
  • Visão de gestão de projeto do time e dos editores 
  • Reconhecimento do usuário que acessa as notícias e consequentemente aumento da audiência 

Como Medir

> Número de pessoas que vão acessar o formulário ou enviar um e-mail de interesse de fazer parte do projeto de engajamento

> Crescimento da audiência após a implementação do projeto 

Passo a passo 

Engajamento do público. Esse é o foco de muitas redações, mas a falta de um consenso comum faz com que a maioria dos times se percam. Comece por aí, defina um conceito para o que é engajamento para a sua empresa e redação. Discuta uma definição de trabalho com seus colegas. Tudo bem se diferentes departamentos da empresa definirem engajamento de forma diferente.  

Por exemplo: Os repórteres podem se preocupar com o qualidade das respostas e interações com o público. Os gerentes podem se concentrar no tráfego e outras métricas rígidas. As equipes de marketing podem precisar olhar para o engajamento como referência à conversão do público em assinantes pagantes. Não há um padrão ou receita de bolo. Cada redação terá um engajamento diferente. Cabe a cada redação elaborar as definições que conduzem aos resultados que eles valorizam. 

Nota: O ponto mais precioso nesse primeiro passo é fazer com que todos do mesmo time estejam olhando para as mesmas métricas. Além disso, pode-se fazer reuniões mensais com times diferentes para alinhar como métrica do time A afeta na métrica do núcleo B e compartilhe o resultado final para todos.

Encontre a equipe certa. O termo “jornalista” é bem amplo. Provavelmente você já sabe que algumas pessoas se concentram em ser escritor ou na ideia de aparecerem na TV ou apresentando alguma live na internet. Outros adoram aprender, e alguns estão nisso totalmente voltados a criar projetos para a comunidade. Nem todo mundo vai ter a disposição ideal, perspectiva ou paixão trabalhando em uma estreita colaboração com o público. E está tudo bem. Sabendo disso, certifique-se de atribuir a tarefa de colaborar com o público para alguém para o qual o envolvimento parece uma oportunidade excitante, em vez do que para alguém que vê isso como uma tarefa maçante. Não vai funcionar bem, se você fizer o último: e pode levar você a falsamente acreditar que o problema é com o público e não com o funcionário. Na verdade, muitas pessoas em seu público desejam engajar, assim como muitas pessoas em sua redação. Encontrar a combinação certa é necessário. 

Comece Pequeno. Você não precisa planejar algo que dure anos, comece com algo pequeno. Faça seu esforços iniciais gerenciáveis para assim criar algo mensurável. O perigo de embarcar em um grande projeto antes a experimentação é que se for muito complexo e levar muito muito tempo para mostrar a promessa, as pessoas vão começar a duvidar, ou até você pode desanimar. Na verdade, chamando o que você está fazendo de “experimento” ou “teste” pode ser uma linguagem útil não apenas para amenizar os opositores, mas também para colocar os funcionários na mentalidade de aprender. Dito isso, independentemente do tamanho e escopo de seus esforços, assuma o compromisso (ambos para o seu público e para vocês mesmos) que você pode manter.

Crie hipóteses. Sejam suas ideias de engajamento grandiosas e humildes. De acordo com os seus recursos e público, sempre crie uma hipótese para testar a sua métrica de engajamento antes de passar para o restante da sua redação. Se a sua ideia funcionar, o que pode acontecer? Se não, como você saberá com certeza? É muito mais difícil identificar o sucesso ou uma descoberta se você não sabe o que está procurando. Considere quais medidas, quantitativas e qualitativas, permitem que você saiba que seus esforços de engajamento valem a pena. Pense não apenas em como o público responde, mas também em como a equipe da redação responde. Este trabalho pode gerar energia positiva, criatividade e aumentar o moral? Isso poderia fazer os repórteres se sentirem mais conectados ao público e mais realizados em seu trabalho (e menos propensos a sair)?

Agende. É muito comum que novos projetos sejam esmagados na rotina diária se não houver aquele tempo protegido e alocado dentro do calendário. Assim sendo, é essencial que você e quaisquer chefes envolvidos concordem que este trabalho é uma prioridade. Se você tem um processo de várias etapas ou está tentando obter um ritmo de trabalho com o público, inclua isso em seu fluxo de trabalho. Talvez você faça uma reunião sempre no mesmo dia da semana para avançar no seu projeto de engajamento. Depois reserve às quartas-feiras para uma análise e publique o progresso para todos às quintas-feiras. Seja o que for, ajuste o calendário e o ritmo conforme necessário.

Deixe experimentar. Isso pode ser um pouco como dizer a alguém com medo de voar “apenas tente relaxar” durante aquele momento da decolagem. Como diz o ditado: Mais fácil falar do que fazer. Mas, lembre-se a todos que estiverem participando do projeto de engajamento com você que esse é um território desconhecido, e que haverá erros e falhas. Não espere que grande parte do público leitor se engaje no seu teste logo na primeira vez. Basta ajustar e tentar. Deixe claro para todos que é um projeto de testes contínuos. 

Vá atrás do público.Sempre que você está procurando feedback e interação, considere quem você mais está procurando se conectar. Para descobrir isso liste os canais que você têm disponíveis para você (por exemplo, boletins informativos, grupos do Facebook, podcasts, parcerias com a comunidade, etc.). Então pense sobre os canais que as pessoas que você deseja alcançar são os mais propensos a usar (por exemplo, aplicativos específicos, cafés da cidade, e-mail etc.). Dependendo de seus objetivos para o engajamento  decida quais métodos de divulgação seria o mais provável de dar frutos. 

Seja consistente e repetitivo. A melhor maneira de mostrar ao seu público que sua redação está realmente ouvindo é provando isso. Por isso, coloque as chamadas sobre o seu projeto de engajamento ao redor do seu site, nas primeiras páginas, na rede social e etc. Dê exemplos ao seu público alvo do tipo de participação que você está procurando para que eles saibam como responder (por exemplo, se você estiver procurando por boas perguntas sobre um tópico específico, poste exemplos e explique). E quando você acha que já disse a eles o suficiente, diga novamente. Não é apenas a audiência que precisa vir até você, o outro caminho inverso também funciona. 

Reflita. Uma vez por mês, reserve um tempo no calendário para discutir os esforços e resultados com o seu time. Pergunte a si mesmo como os esforços corresponderam à sua hipótese. Você pode descobrir que houve um resultado positivo ou interessante que você não estava necessariamente cogitando. Se algo não funcionou, investigue o porquê não. 

Divulgue, Espalhe.O trabalho de engajamento ainda é novo. Você é um pioneiro, mapeando um lugar ainda pouco explorado. Se você não compartilhar o que você é, a aprendizagem pouco se vale. Você pode não se sentir confortável com a ideia de se mostrar, mas, quando o assunto é válido, a experiência é enriquecedora (mesmo se os dados não forem nada alarmantes) sempre há quem queira aprender. 

Links úteis

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *