Dois tipos de treinamento em diversidade que realmente funcionam

Tempo de leitura: 2 minutos

Objetivo

  • Mostrar atividades que aguçam o diálogo de o que é diversidade
  • Aproximar o time da redação com outras áreas 
  • Gerar oportunidades 

Referência

A Harvard Business Publishing foi fundada em 1994 como uma subsidiária sem fins lucrativos da Harvard University, nos EUA. O portal oferece artigos e pesquisas sobre temas distintos. Em 2017, o artigo “Two Types of Diversity Training That Really Work”, escrito pelas pesquisadoras Alex Lindsey, Eden King , Ashley Membere e Ho Kwan Cheung, ganhou visibilidade ao ser divulgado pela HBP e aumentar o diálogo sobre diversidade dentro do mundo corporativo. 

Entretanto, muito além da pauta, a pesquisa destaca como duas pequenas ações de treinamento em diversidade podem fazer a diferença, dependendo de como elas são aplicadas nas organizações.

Resultados

  • Estudo apontou que a eficácia do treinamento em diversidade pode ser continuamente aprimorada.
  • Pessoas da mesma equipe, de diferentes backgrounds, aumentam o nível de empatia entre si.
  • Aumento da autoestima do time como um todo 
  • Funcionários expressam comportamento de forma mais aberta 
  • Crescente de conversas e reuniões internas abordando temas sobre preconceito e empatia 
  • Uma equipe mais diversa 

Como Medir:

> Além da observação, é possível medir o engajamento do time por meio de rápidos questionários feitos de formas pontuais

> Crescimento do diálogo e ações internas sobre diversidade 

Passo a passo 

1 – Tomada de Perspectiva. 

Reúna o grupo que você coordenada ou trabalha. 

Peça para que eles discutam tópicos como: o que são preconceito e minorias?

Exercite a empatia. De forma individual, peça para cada pessoa se imaginar como uma pessoa que pertence a um grupo de minoria – LGBT, indígenas e negros, por exemplo. Cada um deve escrever em um papel qual é o maior desafio que essa minoria escolhida enfrenta.

Recolha depoimentos. Oriente para que cada um escreva como se sente durante a atividade.

Abra um diálogo voluntário sobre isso antes de encerrar. 

2 – Definição de objetivo. 

Reúna o grupo que você coordenada ou trabalha. 

Escolha um ou duas líderes para a reunião e projeto.

Peça para que eles discutam tópicos como: o que são preconceito e minorias.

Solicite aos participantes que estabeleçam metas específicas, mensuráveis e desafiadoras (mas, atingíveis) relacionadas à diversidade no local de trabalho.

Agrupe. Após mapear os principais e mais comuns comentários, estabeleça uma meta em conjunto com o seu time. Por exemplo, maior diálogo e estudo da equipe sobre indígenas ou grupos LGBT.

Recolha feedbacks. Após três meses, recolha feedbacks do grupo sobre o tema. 

Abra discussões e avalie o retorno do time de forma constante.

É importante compreender que as duas atividades podem ser modificadas de acordo com o público. Avalie as características emocionais de forma individual.

Por exemplo, a atividade Tomada de Perspectiva pode ser mais eficaz para indivíduos que não têm empatia do que para aqueles que são altamente empáticos.

Links

https://hbr.org/2017/07/two-types-of-diversity-training-that-really-work%20

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Skip to content