Um guia de diversidade para um jornalismo mais acolhedor

Tempo de leitura: 2 minutos

Objetivo

  • Construção de um guia de diversidade
  • Crescimento de diálogo e empatia dentro de uma equipe e empresa 
  • Criação de um vínculo entre a redação e a comunidade 

Referência

O Guia de Estilo de Diversidade é um recurso para ajudar jornalistas e outros profissionais da mídia a cobrir um mundo multicultural com precisão, autoridade e sensibilidade. O guia é um projeto espelhado no material feito pelo Centro de Integração e Melhoria do Jornalismo da Universidade Estadual de São Francisco. Um documento que reúne definições e informações de mais de duas dúzias de guias de estilo, organizações de jornalismo e outras fontes.

Resultados

  • Aumento da consciência sobre o que é diversidade e pluralismo dentro das redações e do cotidiano dos leitores 
  • Premiação e suporte de empresas externas para o projeto continuar se aprimorando 
  • Profissionais da comunicação começaram a trabalhar de forma mais próxima com pesquisadores 
  • Fortalecimento com a comunidade externa, principalmente com grupos que antes não eram representados de forma consciente 
  • Profissionais e estudantes manifestaram interesse em se tornar colaboradores, interagiram com os autores, e os colaboradores compartilharam experiências entre si
  • Maior compreensão de como as pessoas queriam ser representadas 

Como Medir:

>Realize uma pesquisa de satisfação com os profissionais envolvidos (jornalistas, pesquisadores e leitores) no início e final do projeto

>Faça uma pesquisa apenas para residentes da comunidade e para um grupo que represente diversidade e multiculturalismo para assim conseguir analisar como eles se sentem representados antes e após a implementação do guia 

Passo a passo 

Fase 1.
Faça um brainstorming com a sua equipe como um todo, desde o CEO até o estagiário e terceiros, sobre o que é diversidade. 

Promova a reflexão para todos pensarem se o ambiente que trabalham é um local acolhedor para diversidades e o que e como pode ser melhorado.

Organize um comitê e abra espaço para líderes de diferentes backgrounds coordenarem o projeto desde o início.

Fase 2.
Convide pessoas externas vindas e que trabalhem em ONG e projetos que representem diversidade para se reunir e dialogar com o seu time. 

Compreenda quais são as palavras usadas no dia a dia que devem ser estudadas e feitas como parte do manual da redação.

Junto de um especialista, entenda como essas palavras podem ser usadas de uma forma mais consciente.

Fase 3.
Repasse a primeira edição do manual para os grupos e ONGS parceiros e peça feedback. 

Faça atividades e dinâmicas para que o uso do conceito do manual seja usado no cotidiano da redação.

Observe e mensure a reação dos leitores.

Peça feedbacks constantes, revise e aprimore. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Skip to content