Como utilizar o mapa afetivo para construir pautas sobre a justiça climática

Tempo de leitura: 3 minutos

O que é 

O Mapa Afetivo é uma ferramenta social que permite a imersão no território analisado, para identificar fraquezas e/ou potências relacionadas àquela realidade local. 

Por meio da representação do espaço, estimula a memória, para que o aprendiz tenha o protagonismo da narração. A partir de sua relação e percepção do seu território registrada no mapa, busca estimular soluções práticas para as questões sociais.

Objetivos

– Utilizar o Mapa Afetivo para construir pautas sobre a justiça climática em um território;

– Refletir os sentimentos (afetos e memórias) sobre o espaço vivido, despertados na análise;

– Fomentar que qualquer comunicador, por meio da observação participante tenha um olhar aprofundado da realidade em que vive;

– Problematizar as questões do território e sua relação com a justiça climática;

– Estimular abordagens particulares, capazes de emergir, a partir da atuação local do comunicador;

– Identificar problemas, potências, fronteiras visíveis e invisíveis para fortalecer a produção jornalística;

– Fomentar a popularização do tema “justiça climática”, a partir das coberturas realizadas;

– Fortalecer as comunidades de um território no enfrentamento aos impactos da justiça climática.

Referência

O Mapa Afetivo, instrumento utilizado por organizações com compromisso social, vem sendo incorporado pela Énois (Escola de Jornalismo), desde sua criação em 2012, como metodologia para os processos formativos. A ferramenta se consolidou e é sempre aproveitada ao conteúdo obrigatório de Programas como Prato Firmeza, Jornalismo e Território, Diversidade nas Redações, etc, produzindo percepção, mapeamento e matérias jornalísticas.

 Resultados

– Documentação e reflexão objetiva do território em relação ao tema da emergência climática;

– Fomento ao engajamento comunitário para produção colaborativa de conteúdo jornalístico comunitário;

– Transformação sobre as zonas de conforto geográficas, relacionadas ao território vivido;

– Educação comunitária e popularização dos temas relacionados à justiça climática.

Passo a passo

Reflexão

– Preste atenção e reflita sobre seu território, observando os impactos da justiça climática;

– Ande por seu território, se conectando com o sentir, o olhar e a escuta, percebendo quais danos climáticos existentes em seu território, o que deseja mapear, quais histórias deseja contar;

– Você pode escolher um ponto específico ou vários;

Momento da ilustração

– Pegue uma folha de papel e desenhe o espaço (comunidade), em que você vive;

– Desenhe os contornos imaginários e obtenha os limites do seu mapa;

Mapeando lugares

– Indique entre três e cinco lugares que você mais gosta. Utilize um 💚coração para identificar e redija o nome do local;

– Identifique onde a desigualdade se materializa em seu território. Utilize um 🔶 (losango) para identificar o lugar e redija o nome do local;

– Identifique onde você enxerga os impactos da mudança climática e a degradação ambiental, diretamente em seu território. Utilize um 🔶 (losango) para identificar o lugar;

– Identifique quem são as áreas mais impactadas em seu território com alagamentos, incêndios, inundações, escassez de água, deslizamentos, ondas de calor. Utilize um 🔶 (losango) para identificar o lugar e redija o nome do local;

– Identifique práticas sustentáveis e soluções ambientais, individuais ou comunitárias, que você enxerga em seu território. Utilize uma pequena 🌳  (árvore verde) para identificar o lugar e redija o nome do local;

Mapeando perfis

– Identifique quem são os grupos mais impactados em seu território com alagamentos, incêndios, inundações, escassez de água, deslizamentos, ondas de calor. Utilize o símbolo 😊 para identificar o lugar e redija o nome do local;

– Identifique onde percebe atuação de movimentos e coletivos, na luta em defesa do território. Utilize o símbolo 😊 para identificar o lugar e redija o nome do local;

-Indique até três lugares onde existam debates ou conversas que contemplem, em algum nível, o debate sobre emergência climática. Utilize o símbolo 😊 para identificar o lugar e redija o nome do local;

– Identifique perfis de lideranças locais. Utilize o símbolo 😊 para identificar o lugar e redija o nome do local;

– Indique perfis de replicadores de conteúdo/divulgadores do seu bairro ou comunidade. Utilize o símbolo de um círculo ⚪ para identificar o lugar e redija o nome do local.

Olhe para o seu mapa

Observe o que surgiu em seu mapa, refletindo sobre como as pessoas que ocupam o mesmo território são impactadas diferententemente pelasquestões climáticas, a partir da intersecção de raça, classe e gênero.

Transforme o mapeamento em pauta

A partir da análise, fomente pautas que ajudem a problematizar, denunciar, minimizar, solucionar problemas encontrados ou visibilizar práticas ambientais coletivas ou individuais, realizadas em seu território, que contribuem para diminuir os impactos da mudança do clima.

Construa parcerias para produção, publicação e compartilhamento

Aproveite as redes comunitárias orgânicas de seu território, as fontes diversas, além dos espaços mapeados de divulgação de conteúdo, estabelecendo uma teia de comunicação para que o material produzido possa alcançar o número máximo de pessoas do seu território.

Links

Como fazer mapa afetivo para encontrar pautas no território. https://caixadiversidade.enoisconteudo.com.br/, 2022.   Disponível em: https://caixadiversidade.enoisconteudo.com.br/como-fazer-um-mapa-afetivo-para-encontrar-pautas-no-territorio/  Acesso em: 28 abr. 2022.

Cartografias afetivas mapas em movimento. https://programaitausocialunicef.cenpec.org.br/ Disponível em: https://programaitausocialunicef.cenpec.org.br/noticia/cartografias-afetivas-mapas-em-movimento/ Acesso em 28 abr. 2022.

Como fazer uma pauta – Curso introdutório (Caixa de Ferramentas da Énois Conteúdo). https://caixadiversidade.enoisconteudo.com.br/, 2022.  Disponível em: https://escoladejornalismo.org/caixadeferramentas/?p=182 Acesso em 30 abr. 2022.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Skip to content