Como captar recursos para o jornalismo por meio de IR de pessoa física

Tempo de leitura: 4 minutos

Objetivos

. Captar via pessoa física para projetos aprovados por lei de incentivo fiscal

. Ampliar formas de captar recursos para os seus projetos jornalísticos

Referência

A Énois opera como Associação, mas nasceu como uma empresa. Em 12 anos, formou mais de 500 jovens das periferias de São Paulo e Região Metropolitana em jornalismo, produção audiovisual e comunicação, além de outros 4 mil de forma online. Também produziu mais de mil reportagens para veículos parceiros, desenvolveu documentários e conteúdos especiais. Para realizar tudo isso, ao longo desse tempo, a Énois usa diversas formas de financiar cada um dos projetos. São 14 no total. Uma delas é o financiamento via imposto de renda de pessoa física, por meio dos projetos aprovados nas leis de incentivo nacionais, como a Rouanet. Por meio dela, além das empresas, as pessoas físicas também podem doar um percentual do seu imposto a pagar para projetos incentivados, como é o caso do Prato Firmeza e do Cultura Jovem de Cidade.

Resultados

. Ampliar a captação de recursos via pessoa física

. Tornar o seu projeto mais conhecido em novos espaços

Como medir

. Número de doadores

. Valor das doações

. Engajamento com os materiais de campanha e com o projeto

Passo a passo

Conhecer as leis de incentivo.  Saber se sua empresa se enquadra nos requisitos da lei é um fato fundamental para esse tipo de captação, por isso o primeiro passo para captar com imposto de pessoa física, por meio das leis de incentivo, é conhecer o que dizem essas legislações e quais delas permitem a captação. Isso pode ser feito estudando as leis, com consultoria jurídica ou por meio de plataformas que apoiam essa forma de arrecadar recursos para viabilizar projetos. Por meio das leis federais, é possível aproveitar até 9% do Imposto de Renda. Por meio das leis estaduais, de 6% a 20% do ICMS, enquanto nas municipais, de 20% a 50% do IPTU e ISS.

Selecionar um projeto. É preciso ter um projeto aprovado em uma das leis de incentivo fiscal, com uma planilha orçamentária liberada para captação. Se você tiver mais de um, opte por um deles. Em seguida, você pode contactar plataformas como a Incentive.me, que fazem a intermediação entre as pessoas físicas e o projeto, funcionando como uma espécie de vitrine. Lembre-se que quanto mais caro for o projeto, mais difícil será a captação.

Quem pode doar. Qualquer pessoa que faça declaração de IR pelo modelo completo pode direcionar o imposto para uma causa. Tanto nos casos em que a pessoa for pagar quanto naqueles em que for restituir, há a possibilidade de fazer o incentivo, já que a base de cálculo é o imposto de renda devido. 

Mobilização. Um dos segredos do sucesso desse tipo de captação está na mobilização gerada em torno do seu projeto. O objetivo não deve ser mobilizar muitas pessoas, mas desenhar uma estratégia que consiga chegar às pessoas com maior potencial de doação. Por isso, é preciso criar um plano de comunicação envolvendo as áreas de captação e comunicação da organização.

A plataforma. Toda a parte burocrática, de fazer os cálculos necessários para saber quanto a pessoa deverá doar, assim como trâmite de repasse do dinheiro, pode ser feito por meio de uma plataforma. A equipe da plataforma também pode ajudar com sugestões e conhecimento para orientar a sua empresa a alcançar o objetivo dessa captação.   

Campanha. Os incentivos aos projetos devem ser realizados antes da data de pagamento dos impostos, ou seja, no caso do IR isso deve ocorrer até o dia 31 de dezembro do ano anterior ao da declaração. Por isso, é recomendado fazer uma campanha que circule a partir de outubro, para ter tempo de avisar mais gente sobre essa possibilidade de doação e também tirar dúvidas dos interessados. No caso da Énois, isso já foi feito por meio de newsletter e também pelas redes sociais. A campanha pode ser dividida em etapas:

  1. Primeiro, o ideal é fazer um bloco de conteúdos que visam contar quem é a sua organização, quais os seus objetivos e valores. Isso irá conectar as pessoas aos seus propósitos;
  2. Depois, o segundo bloco pode ser de conteúdos destinados a apresentar e explicar o seu projeto incentivado, as leis de incentivo e como a pessoa pode apoiá-lo. Mostrar às pessoas o impacto do projeto pode ser uma forma de mobilizá-las a doar;
  3. Em seguida, o recomendado é explicar como funciona o passo a passo para realizar o apoio;
  4. Por fim, você pode direcionar as pessoas para a página da plataforma onde elas podem fazer o apoio.

Veja exemplo de como a Énois já fez:

Apoio. Essa é uma campanha que envolve um aporte de energia muito grande da equipe, pois o tempo é curto. Para chegar ao seu público-alvo, você pode buscar apoio de influenciadores digitais, de pessoas que estão ligadas à rede da sua organização ou parceria com uma empresa, para que dissemine a informação e incentive seus funcionários a doar. 

Relacionamento. Estabelecer esse relacionamento com outras empresas, com um volume grande de funcionários, pode ser um caminho estratégico e eficiente para conseguir alcançar potenciais doadores. Na Énois, temos relação e abertura com diversas empresas para que seus funcionários conheçam e apoiem nossas campanhas, tanto as que nos procuram para trabalhos de consultoria, como os que participam de nossas produções, eventos, e patrocinadoras. 

Cronograma. Em função do prazo para a captação, a campanha deve sempre terminar em meados de dezembro. Por isso, é importante ter um cronograma bem desenhado de como a equipe irá operar a campanha. Esse cronograma deve prever atividades como: atualizar dados junto à plataforma parceira, desenvolver material de comunicação, desenvolver material para envio a empresas que irão ajudar na captação, contato com parceiros, comunicação nas redes sociais e acompanhamento da campanha.

Assinatura. Deixe uma pessoa disponível, que deve ser a presidente/empresária/proponente, para assinar todos os recibos antes da virada do ano, caso contrário você poderá perder o prazo legal de recebimento do dinheiro e inviabilizar a captação.

Prestação de contas. Parte do processo de convencimento de doação é ser transparente com quem já te apoiou. Convide essas pessoas para uma conversa, faça uma prestação de contas do projeto para elas. Mostre no que o dinheiro delas se transformou.

Link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Skip to content