Coletando práticas já existentes

Objetivo

  • Mapear ações já existentes feitas pela redação e que são ligadas a diversidade 
  • Incentivar boas práticas e o engajamento interno 
  • Criar um ambiente aberto para discussões, aprendizado e formação

Referência

Neste exercício, o gestor é convidado a observar a cultura de sua própria redação buscando fomentar e ampliar práticas informais que priorizem a diversidade já existentes ou encontrar caminhos para iniciar as discussões sobre a mudança de cultura.

Resultados

  • Construção de uma base de dados para identificação de engajamento da redação em temas como diversidade na produção de conteúdo e formação da equipe
  • Crescimento no engajamento entre pessoas interessadas em debater e aprender sobre o assunto
  • Criação de novos projetos relacionados às boas práticas e convivência 
  • Discussão mais ampla sobre diversidade dentro do ambiente de trabalho e como isso pode ser avaliado 
  • Mapeamento de setores e redações com menor e maior número de engajamento e diversidade

Como Medir:

> Acompanhar o crescimento do número de profissionais envolvidos em boas práticas e diversidade. Por exemplo, pode-se medir o número de jornalistas que realizam atividades informais relacionadas a diversidade antes e após seis meses do início da análise.

Passo a passo 

Descubra. Observe e descreva quem são as pessoas da sua equipe (avalie o perfil, trajetória social, origem, etnia e etc).

Converse. De forma individual e descontraída, pergunte  quais são as práticas informais que cada um exerce na redação para elevar a diversidade na produção, equipe e cultura. Explique o motivo que você está perguntando isso e qual o seu objetivo como líder da equipe em relação à diversidade.

Formalize. Após a primeira conversa, envie esse formúlario para formalizar e gerar dados para uso futuro.

Analise. Reserve um tempo para entender as informações vindas do formulário. Entenda quais são as questões mais abordadas pelas pessoas ouvidas no questionário. Dê atenção à questões específicas que serão usadas para identificar caminhos comuns já existentes ou a serem construídos na redação.

Mantenha a chama. Após a análise de dados, organize workshops e espaços de conversas para dialogar com o seu time sobre a pesquisa. Converse sobre as atitudes já existentes dentro da redação, reconheça a proatividade dos jornalistas envolvidos e discuta formas de melhorar práticas que ainda não são abordadas dentro do círculo. 

Dê voz. Reconheça quem são os protagonistas proativos dentro da sua redação que realizam práticas que estimulam a diversidade dentro da equipe. Dê um espaço para que  essas pessoas ensinem o que estão fazendo. 

Dê transparência. Incentive para que os dados de diversidade das empresas e as ações praticadas dentro da redação se tornem público para assim gerar uma comparação e estímulo. Um exemplo é o trabalho feito pelo jornal ES Hoje, que compartilha suas experiências internas.  

Links úteis:

https://docs.google.com/forms/d/1Nsfz9NieXn6OQmllNfj-PKf9s-PwR0hZmnSji4iby24/edit

Para acessar os arquivos necessários para a atividade preencha o formulário abaixo:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *